fechar
Terça-feira • 30/09/2014
Seções

Livros

Sobre rios, lagos e cachoeiras

No livro que acaba de chegar às livrarias, o fotógrafo registra a exuberância de rios, lagos e cachoeiras, de norte a sul do País, numa impressionante documentação visual

Águas do Brasil, Araquém Alcântara, Editora Terra Brasil, 224 páginas, R$ 99.

Desde os anos 70, o fotógrafo catarinense Araquém Alcântara vem captando com suas lentes o que chama de “essência do Brasil”: os segredos da natureza tropical. Considerado pioneiro e um dos melhores profissionais do gênero em todo o mundo, Araquém, neste lançamento, não fugiu à regra e retratou a exótica paisagem brasileira, desta vez focado em nossos lagos, rios, cachoeiras, peixes, pescadores e pormenores de algum modo relacionados aos recursos hídricos brasileiros. Cenas, enfim, que lhe chamaram a atenção nas diversas expedições fotográficas que fez nos últimos anos pelo País, entre o Oiapoque e o Chuí.

Obra resgata a paradisíaca beleza natural do Brasil ao mesmo tempo que é um protesto não-verbal, no qual cada fotografia expõe a gravidade da escassez da água doce no mundo.

A execução deste livro consumiu cinco meses de trabalho de Araquém no ano passado, quando o profissional viajou por várias regiões brasileiras, com o intuito de retratar algumas regiões que não ainda constavam em seu acervo. Entre milhares de opções, selecionou cerca de 130 fotos que integram a obra. Além das fotografias que retratam a exuberância das nossas águas, existem ainda as de denúncia e as de protesto.

Portanto, este lançamento também é uma viagem na qual o fotógrafo, com suas lentes críticas, conduz o leitor a percorrer uma estrada. Ela se bifurca entre a privilegiada beleza natural do País e a dura realidade vivida por muitos brasileiros, desviando ainda pelo descaso das autoridades do País quanto à preservação do meio ambiente. Mais do que uma viagem, o livro é um protesto não-verbal, composto a partir da visão crítica do fotógrafo e revelado pelas imagens captadas por sua câmera.

Com projeto gráfico de Victor Burton e Ângelo Bottino, a edição, bilíngue (portuguêsinglês), tem textos de Otávio Rodrigues situando cada foto e analisando a gravidade do problema da escassez da água doce no mundo. A apresentação e o prefácio são de Carlos A. Nobre e de Gilberto Gil, respectivamente. Palavras de João Cabral de Melo Neto, Manoel de Barros, Thiago de Mello, Guimarães Rosa, Pero Vaz de Caminha e outros autores complementam a obra.

Não-ficção

Radicalismo ou reação natural?

Hamas – Um guia para iniciantes, Khaled Hroub, Editora Difel, 208 páginas, R$ 35.

Os Estados Unidos consideram o Hamas uma organização terrorista, mas ele venceu as eleições palestinas de 2006, constituindo-se em um partido político democraticamente eleito. Este livro enfoca toda essa trajetória. Por meio de perguntas e respostas, o autor aborda questões vitais para a compreensão da organização, desde as suas atitudes em relação a Israel e à OLP até as crenças religiosas, os ataques suicidas e o seu programa de assistência social voltado para as camadas menos favorecidas da Palestina. Apesar de analisar temas polêmicos, Hroub afirma que a proposta da obra é fornecer informações sobre o Hamas, não restringindo a sua abordagem a uma simples questão de ser ou não a favor do movimento. “Cabe ao leitor formar sua opinião”, diz ele, acrescentando que o Hamas é uma conseqüência natural das agressões feitas contra a Palestina, um país que deveria ser regido pelas leis seculares.

Não-ficção

O judaísmo nos dias de hoje

O mundo moderno e a questão judaica, Edgar Morin, Editora Bertrand Brasil, 210 páginas, R$ 35.

Ensaio no qual são expostas as contradições que cercam as noções de judaísmo na modernidade, tendo como pano de fundo os conflitos surgidos a partir de 1948, quando a Palestina foi dividida em um estado árabe e outro judeu, dando origem a conflitos até hoje não resolvidos. Acordos diplomáticos, reuniões internacionais, ações da ONU não são suficientes para aplacar o ódio generalizado que se espalha por toda aquela região, ceifando vidas, gerando um sentimento de insegurança que provoca ressonâncias em todo o planeta. Dividido em três partes, o livro traça um panorama histórico do judaísmo e do cristianismo, analisando ainda os fatos anteriores à diáspora.

Estante Literária

O Deus de cada um, Waldemar Falcão, Editora Agir, 184 páginas, R$ 27,90. Nesta obra, o autor apresenta relatos verídicos de nove pessoas de diferentes crenças, abordando o pluralismo religioso e a perspectiva que cada uma delas possui de sua relação com Deus. Também discorre sobre a fé que move essas pessoas, além de relatar como a busca espiritual transformou suas vidas.

A vida secreta dos números – 50 deliciosas crônicas sobre como trabalham e pensam os matemáticos, George G. Szpiro, Editora Difel, 208 páginas, R$ 39. Nestes ensaios, o autor explica como a matemática é capaz de afetar quase todos os aspectos da vida, do direito à geografia, das eleições à botânica.

Como ler a mão – Elementos básicos de quiromancia, Gérard Encausse (Papus), Editora Gnosis, 164 páginas, R$ 34. Conhecido mundialmente como Papus, o médico, cabalista e líder do movimento esotérico/ocultista francês entre o fim do século 19 e início do século 20 ensina didaticamente o leitor, nestas páginas, a arte da quirologia e da quiromancia.

Mandala viva – O caminho de Ida Rolf e Carl Jung, Nelson A. F. Coutinho, Editora Escrituras, 160 páginas, R$ 19,90. O autor, que é um dos introdutores do método Rolf no Brasil, mostra a importância de o indivíduo compreender que a alma e o físico não são unidades isoladas e que devem ser trabalhadas simultaneamente, a fim de se conquistar a plena realização.

Introdução ao tantra – A transformação do desejo, Lama Yeshe, Editora Gaia, 184 páginas, R$ 29. Discorre sobre o tantra e ensina que o objetivo de sua prática é fazer o ser humano aproveitar os seus recursos interiores ocultos, usando-os do melhor modo possível, a fim de vivenciar um nível mental mais elevado.

Acompanhamento de vocações homossexuais, José Lisboa M. de Oliveira, Editora Paulus, 96 páginas, R$ 14. Aborda a polêmica questão da homossexualidade e tem como proposta fazer o leitor refletir sobre o número cada vez maior de vocacionados(as) homossexuais, ajudando-o a rever conceitos e a modificar a sua mentalidade sobre o assunto.